quinta-feira, 26 de março de 2009

Maringaense Antonio Augusto de Assis vence o Concurso de Trovas do Rotary Club


O I Concurso Nacional e Internacional de Trovas da revista Brasil Rotário, teve por temas: Rotary, Servir e Paz. Contando com o apoio da Academia Brasileira de Trovas e a União Brasileira de Trovadores, concorreram 608 trovas do Brasil e Portugal. A solenidade de premiação realizou-se em 25 de março, ás 17 horas, no Auditório Paulo Viriato Corrêa da Costa, da Revista Brasil Rotário no Rio de Janeiro.

O trovador maringaense A. A. de Assis obteve o primeiro lugar com:
Rotary, amigo, é servir,
e é servindo que ele faz
o mundo inteiro se unir
no grande abraço da paz!

Além deste troféu, Assis será agraciado com o diploma e troféu de Menção honrosa, pelas trovas:

Ah, Rotary, que lição
de estratégia a que nos dás:
- em vez de comprar canhão,
servir construindo a paz!

O amor e a paz social,
que o servir expressa e encerra:
- eis o supremo ideal
de Rotary em toda a terra!


Antonio Augusto de Assis, mais conhecido como A. A. de Assis, nasceu em São Fidélis-RJ, a 7 de abril de 1933. Foi para Maringá em 1955, retornou ao estado do Rio em 1959 e novamente transferiu residência para Maringá em 1963, permanecendo até hoje. Aposentou-se em 1997 como professor do Departamento de Letras da Universidade Estadual de Maringá. Desde a juventude tem-se dedicado à poesia. Em 1960, residiu em Nova Friburgo-RJ, berço da trova moderna no Brasil. Nesse período, conviveu com os mais importantes trovadores da época, tais como Aparício Fernandes, Delmar Barrão, Luiz Otávio, J.G. de Araújo Jorge e outros, daí surgindo seu entusiasmo pela quadra setissilábica. Assis é autor de vários livros e também da Missa em trovas, que tem sido celebrada em quase todo o país em festas de poesia.


Fonte: http://singrandohorizontes.blogspot.com

2 comentários:

josé marins disse...

.
Assis obteve o domínio
da bela arte trovadora;
técnica com tirocínio
na criação renovadora.
.
josé marins

Regina Romeiro disse...

O blog Simultaneidade está ótimo. Trabalho muito bem feito...mostrando os poetas paranaenses.